Último Tweet

Para responder a esta questão, é necessário passar por alguns conceitos sobre a arte do furunfar. Então, vamos lá.

A primeira coisa que tenho para dizer é: Sexo bem feito é bom, mas é artigo de luxo.

Isso porquê, quando temos hormônios sobrando nos falta experiência e quando temos um pouco mais de experiência resolvemos ter filhos.

Quando temos filhos os hormônios entram em greve, o corpo ganha novos contornos (não necessariamente ao nosso gosto) e o peito, tão atraente outrora, vira objeto sagrado da alimentação da prole.

Sim, é uma confusão, um nó que dá na cabeça e por esse e outros motivos (inclua calcinha pós-parto no “outros motivos”) fica difícil reaquecer a relação. Parece que é um período sabático e que o corpo (da maioria) ignora que foi feito para ser uma “máquina do séksu”. Rá!

Ai, quem não tem filho pensa: Nunca vou ter um filho, eu não vivo sem sexo!!!

E digo com alguma propriedade que:  Sexo é bom, importante para caramba, fundamental para a cumplicidade do casal. Mas, ele acende só uma parte do corpo: o chacra da base.

Ai vai perguntar: E onde quer chegar com isso?

Respondo: O dia que você segurar a mão do seu filho, que você beijar a cabecinha dele, que você escutar ele dizendo o quanto te ama vai compreender que as partes do corpo que acendem são bem mais amplas que a do sexo e é só por isso, só por esse sentimento que nos toma por completo (o amor), que conseguimos passar as barreiras das necessidades físicas.

Agora que passei por alguns conceitos respondo a pergunta proposta pela blogagem coletiva Mulher e Mãe. Para esquentar o relacionamento é preciso voltar ao início. Sabe quando seguramos as mãos do amado como quem tem um futuro inteiro pela frente? Depois é preciso dar um beijo, não o de cobrança, mas aquele de esperança de que seremos para sempre um do outro. Se isso acontecer a natureza vai se encarregar do resto (eu acho, rs).

Um beijo

 

 

Deixe seu comentário:


O seu comentário será publicado aqui e no seu mural do facebook. Caso o assunto seja delicado fique a vontade para mandar e-mail

bottom

Outras conversas

A Fabi faz parte da equipe da Rede Mulher e Mãe e escreve para o blog Natura Mamãe e Bebê.